Fórum Territorial de Elaboração do Plano Estadual de Cultura reúne mais de 300 gestores em São Luís

Deputado Roberto Costa, vice-presidente do Conselho Estadual de Cultura, também participou do evento

A Elaboração do Plano Estadual de Cultura (PEC) entra na reta final com a realização, nesta segunda-feira (12), em São Luís,do 5o Fórum Territorial de Elaboração do Plano. O evento, aberto pela secretária Olga Simão, reuniu gestores e produtores culturais de 40 municípios maranhenses que integram a regional Norte. Antes de o plano ser encaminhado à Assembleia Legislativa para votação haverá mais um fórum que acontece na quarta-feira (14) em Chapadinha.O documento vai nortear o desenvolvimento de programas, projetos e ações culturais que garantam a valorização e preservação da diversidade cultural existente no Maranhão.

“O Maranhão é um estado muito grande com uma diversidade cultural ímpar e é importante que todas as regiões participem da elaboração do plano estadual, porque cada região tem sua especificidade a sua diferença e isso é muito importante. Estamos hoje realizando o quinto fórum e tem sido muito positiva a participação de todos os agentes culturais, tanto público quando da sociedade civil na elaboração das propostas por região, que irão compor o plano estadual”, disse a secretária de Cultura, Olga Simão.

Encerrando a rodada de fóruns a próxima etapa será e elaboração do documento final do plano. “A governadora Roseana Sarney nós determinou que tivéssemos como prioridade a implantação do Sistema Estadual de Cultura e ao longo desse período, desde a adesão, a gente vem trabalhando na implementação deste sistema e o plano é a última etapa que esperamos ver concluído, até agosto”, completou a secretária.

Roberto Costa ao lado da secretária de Cultura Olga Simão

Deputado Roberto Costa ao lado da secretária de Cultura Olga Simão

O fórum realizado em São Luís contou com a participação do chefe substituto da Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura, Lúcio Rodrigues; do deputado estadual, Roberto Costa que é vice-presidente do Conselho Estadual de Cultura; secretário de Turismo, Jurandir Filho; prefeita de Rosário, Irlahi Linhares, que representou os gestores municipais presentes no evento, entre outras autoridades.

Para a conselheira do Conselho Estadual de Cultura e a analista técnica do Plano, Ester Marques, esse é um momento muito importante, pois o Plano Estadual de Cultura não é um plano de governo, mas sim do estado. “Desta forma ele tem que ser o mais discutido, analisado e refletido possível pela sociedade civil e pelos representantes do governo. É a partir, por exemplo, das tensões e dos conflitos que podemos construir o consenso”, observou Ester Marques.

A comunidade também pode dar sua contribuição na formulação do plano e conferir as últimas informações sobre o PEC. Para isso, basta acessar o site www.ma.cultura.com.br ou mesmo fornecer sugestões pelo e-mail planodecultura.ma@gmail.com.

Oficina

Durante o evento também foi realizada a Oficina de Plano de Trabalho do Sistema Nacional de Cultura, onde foram feitas explanações sobre a nova plataforma de adesão do Sistema. O chefe substituto da Representação Regional Nordeste do Ministério da Cultura,Lúcio Rodrigues, contou que tem acompanhado a elaboração dos planos estaduais,que vai estabelecer uma política de cultura para os próximos 10 anos.

“Estamos também tratando da plataforma de integração do Sistema Nacional de Cultura, o SNC, que é uma oficina que vai capacitar os gestores de cultura dos municípios da região metropolitana para integrar seus municípios no sistema”, contou Rodrigues. “Os estados que tiverem seus planos, fundo de cultura e conselhos poderão receber recursos do Fundo Nacional de Cultura para executar suas políticas nos estados e nos municípios”, completou.

O evento na capital contou com a presença de mais de 300 gestores e produtores culturais de 40 municípios da região. Além de São Luís, estão englobados Alcântara, Anajatuba, Apicum-Açu, Arari, Axixá, Bacabeira, Bacuri, Bacurituba, Barreirinhas, Bequimão, Cachoeira Grande, Cajapió, Cajari, Cedral, Central do Maranhão, Cururupu, Guimarães, Humberto de Campos, Icatu, Matinha, Matões do Norte, Miranda do Norte, Mirinzal, Morros, Olinda Nova do Maranhão, Paço do Lumiar, Palmeirândia, Paulino Neves, Pedro do Rosário, Penalva, Peri-Mirim, Pinheiro, Porto Rico do Maranhão, Presidente Juscelino, Presidente Sarney, Primeira Cruz, Raposa, Rosário, Santa Helena, Santa Rita, São Bento, São João Batista, São José de Ribamar, São Vicente Férrer, Serrano do Maranhão, Turiaçu, Turilândia, Viana e Vitória do Mearim.

Com informações do  Portal do Governo

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

O SINPROESEMMA não pode ser usado para as politiquices do PCdoB!!!

Fazer de uma paralisação altamente politiqueira com o objetivo de fazer prevalecer os desejos eleitorais dos donos do PCdoB, que comandam o Sinproesemma, cuja mobilização deixou de ser diante da prefeitura de Ribamar para vandalizar e obstruir a MA 201, mostra a finalidade real dessa presepada.

RIBO 091Tendo a direção sob o comando de membros do PCdoB, o Sinproesemma, entidade que representa os professores maranhenses e que teoricamente deveria dar exemplo de civilidade, promoveu um verdadeiro ato de vandalismo na MA – 201 (Estrada de Ribamar) no fim da tarde desta quinta-feira (08).

RIBO 092Os comandados bloquearam com pedaços de madeira um trecho da Estrada, nas imediações da localidade São José dos Índios. Além de causar um enorme transtorno aos motoristas, eles atearam fogo nos pedaços de madeira, oferecendo alto grau de risco às pessoas que residem próximo onde o ato de vandalismo estava sendo feito.

O certo é que 80% dos profissionais da educação não aderiram a uma paralisação que a entidade tenta promover na cidade, coisa que deixou a rapaziada do PCdoB chateada, com isso, levando ao vandalismo na MA-201.

O bloqueio da MA – 201 foi uma ação irresponsável e, cujas razões, caem por terra devido aos seguintes motivos: Analisando o Portal da Transparência da Prefeitura de Ribamar, em três anos a administração municipal beneficiou os profissionais do magistério com um expressivo ganho salarial (superior a casa dos 40%), oriundo de reajustes salariais concedidos anualmente – em 2011, o reajuste foi de 15%; em 2012 de 22% e em 2013 de 8%. Os aumentos salariais fazem parte das políticas contidas no Plano de Carreiras, Cargos, Salários e de Valorização dos Profissionais da Educação Básica de São José de Ribamar, instituído em 2010.

Só para se ter uma ideia, o piso salarial pago pela Prefeitura para um professor de 20 horas é mais do que o dobro do piso nacional pago para mesma carga horária. Já um professor com carga horária de 40 horas semanais tem salário de R$ 6.289,50.

No início do ano, ficou acertado que, na folha de pagamento do mês passado, seria inserido mais um reajuste salarial (de 8% e retroativo a janeiro) para os professores da rede municipal de ensino. Tal reajuste seria concedido de acordo com a capacidade financeira do município. O Sindicato simplesmente recusou e, por conta disso, a implantação do novo ganho salarial foi suspensa até o fim das negociações. Por falar em negociações, a administração municipal vem constantemente mantendo canal de diálogo com o Sinproesemma, outra situação que coloca por terra a realização do protesto.

Na verdade, o apêndice do PCdoB, ou seja, o Sinproesemma quer mesmo é fazer politiquices…

Por Caio Hostílio

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Maranhão é o primeiro Estado a entregar ao MEC o Plano Estadual de Educação

O Maranhão está sediando desta segunda (5) até a próxima quinta-feira (8), a reunião do Conselho Nacional da Educação (CNE). O evento foi aberto pela manhã, no Hotel Luzeiros, pelo ministro da Educação, José Henrique Paim. Ele esteve no domingo (4), no Palácio dos Leões, onde recebeu das mãos da governadora Roseana Sarney o Plano Estadual de Educação do Maranhão.

O Maranhão é o primeiro Estado do Brasil a entregar ao Ministério da Educação (MEC) o documento que define metas importantes para a melhoria do ensino público nos próximos anos. Durante o encontro com a governadora, o ministro Paim ressaltou a importância de o Maranhão ter saído na frente com as ações já definidas nessa área, reforçando a continuidade de programas implantados no estado.

“O Maranhão é o primeiro Estado a encaminhar seu Plano Estadual de Educação, mesmo antes do Congresso Nacional ter aprovado o Plano Nacional de Educação, o que deve ocorrer nesse mês, o Estado se antecipa com a parceria do Ministério da Educação que tem dado apoio a essa iniciativa e isso é importante para todo o Brasil”, afirmou o ministro.

O Plano Estadual de Educação, entregue pelo Governo do Maranhão é resultado de uma série de discussões realizadas em todo o estado entre instituições que atuam na garantia da qualidade de ensino para alunos e professores em sala de aula.

A reunião do Conselho Nacional de Educação é aberta e tem coordenação da Secretaria de Estado Educação (Seduc), com a participação de representantes dos municípios e dos Poderes Legislativo e Judiciário do Maranhão.

 

Por Jorge Aragão

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Ensino superior insere métodos alternativos em aula

Instituições brasileiras estão alinhadas com estudo internacional que prevê tendências em educação

Aulas expositivas vão ceder espaço a métodos alternativos de ensino superior nos próximos cinco anos, diz pesquisa. O Horizon Report: 2014 Higher Education Edition, estudo desenvolvido anualmente pelo New Media Consortium (NMC) prevê tendências, obstáculos e tecnologias emergentes que serão adotadas em curto, médio e longo prazo. Para ilustrar as afirmações, a pesquisa relata, sobretudo, práticas de universidades estadunidenses. Em território brasileiro, instituições de ensino superior (IES) já apresentam algumas dessas alternativas, como educação via redes sociais, ou passam por fase de implantação destas.

Vice-diretor acadêmico da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), Alexandre Gracioso afirma que a ciência já demonstrava que as aulas expositivas – nas quais o professor explica conceitos aos alunos durante a maior parte do tempo – não eram ideais, mas faltava estruturar e sistematizar alternativas viáveis. O momento é positivo para mudanças de postura na área educacional – e o ensino superior, um campo fértil para elas. “Você consegue acelerar a aprendizagem engajando mais o estudante, chamando à participação e ao protagonismo em sua atividade”, sugere.

Ainda que critique o método tradicional, Gracioso entende que ele não deve ser completamente abandonado. Porém, ressalta que as aulas expositivas são mais valorizadas pelos alunos em meio a “um cardápio variado de experiências”.

Trabalho em redes sociais é tendência a curto prazo
O Horizon Report 2014 afirma que haverá crescimento do ensino nas redes sociais em até dois anos. Atualmente, a aplicação mais comum é a inclusão de vídeos e blogs para instruir. “Os educadores as estão utilizando como comunidades de prática profissional, comunidades de aprendizagem e como plataforma para compartilhar histórias interessantes sobre temas que os alunos estudam em sala de aula”, revela o estudo. O desafio, segundo a NMC, é desenvolver métodos criativos para a ferramenta virtual.

A mudança se justifica pela difusão acentuada das redes – 1,2 bilhões de pessoas usavam o Facebook regularmente em outubro de 2013, e 2,7 bilhões de pessoas frequentam mídias sociais, de acordo com reportagem da Business Insider. Além disso, a pesquisa também inclui o diálogo menos formal das redes como facilitador da comunicação e do ensino fora da universidade.

publicidade

Na ESPM, cujo novo Plano Diretor Acadêmico estabelece metas em período próximo ao indicado pela pesquisa do NMC (as transformações devem ocorrer até 2020 na instituição), o suporte Blackboard Collaborate possibilita criação de redes sociais por disciplina, por exemplo. Além disso, a ferramenta NewsMonitor, permite reunir conteúdos e notícias entre públicos fechados e incentiva, assim, debate entre alunos e contextualização por parte do docente. 

O Blackboard é citado pela pesquisa do NMC como exemplo de ensino colaborativo, após ser introduzido na Purdue University e na Florida International University, ambas nos Estados Unidos. 

Ensino online deve ser integrado ao modelo presencial
A segunda tendência a curto prazo é justamente a integração entre os ensinos colaborativo, online e híbrido (aulas virtuais e presenciais). O modelo pedagógico de sala de aula invertida se inclui na categoria híbrida, pois os alunos aprendem através de vídeos em casa e tiram dúvidas em sala de aula. Na ESPM, ele está sendo incluído gradativamente nos cronogramas.

Em relação à educação exclusivamente online, os cursos em EAD apresentam crescimento maior que o do ensino presencial, como aponta reportagem doTerra. Segundo o Censo da Educação Superior de 2012, o mais recente realizado pelo Inep, o ensino a distância compreende 15,8% das matrículas.

A pesquisa ainda explica a relação entre os modelos e o ensino colaborativo. Para o NMC, a concepção do conhecimento em grupo é impulsionado pela ampliação de locais de trocas de ideias, como o ambiente virtual.

Alunos da FGV aprendem resolvendo problemas em aula
Outra característica interessante na adoção de redes sociais na educação, segundo Gracioso, é a predisposição do estudante em compartilhar seu conhecimento, entrar em contato com colegas com as mesmas dificuldades e interesses e criar seu próprio conteúdo. O que dialoga com a “transformação de estudantes consumidores em criadores”, tendência para até cinco anos exposta pelo estudo.

Na Escola de Economia de São Paulo (EESP), da Fundação Getúlio Vargas (FGV), todas as disciplinas obrigatórias são desenvolvidas através da Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP). Segundo especialistas, o método estimula a criatividade, visto que o conhecimento nunca é exposto de maneira pronta pelo professor.

Em salas de aula de no máximo 15 pessoas, os estudantes se sentam em círculo, acompanhados por um docente. Este fica encarregado de apresentar o problema – gerir os estoques de uma empresa para maximizar os lucros, por exemplo. Os alunos passam a discutir, então, qual a solução, buscando o conhecimento em livros e na internet.

De acordo com a coordenadora de graduação da EESP, Mayra Ivanoff Lora, o dever do professor nesse sistema é garantir que os objetivos e resultados corretos sejam levantados. Para ela, o grande mérito é tornar o aluno “agente do aprendizado” e “personagem principal” na sala de aula. “De certa forma, eles reinventam o conteúdo a cada semestre”, conta.

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Lobão Filho avança e Flávio Dino despenca em Caxias…

Por Marcos Aurélio D’eça

Impressiona sob qualquer aspecto que se analise o desempenho do senador Lobão Filho (PMDB) na disputa pelo Governo do Estado.

Com apenas 30 dias de campanha, ele já polariza a disputa com o candidato comunista Flávio Dino.Juventude do PMDB recebeu o pré-candidato Lobão Filho com muita festa. Políticos e empresários também marcaram presença (Gilson Teixeira/ O IMP/D.APRESS
)

E vem crescendo vertiginosamente em vários municípios.

A pesquisa DataMérita, divulgada hoje, mostra que, mesmo em Caxias, onde Dino já chegou a registrar mais 65% de intenções de voto, a diferença entre ele e o principal adversário caiu consideravelmente desde que Lobão Filho apresentou seu nome à disputa.

Hoje, a diferença é de 12, 33% entre o candidato do PCdoB e o do PMDB.

20140505-103322.jpgFlávio Dino despencou em Caxias desde que a população soube que o candidato peemedebista seria o senador Lobão Filho.

Detalhe: Lobão ainda não foi ao município e ainda não conversou com nenhuma das lideranças políticas locais.

Para a cúpula da campanha de Lobão Filho, a queda de Flávio Dino é natural, em todo o estado, já que, agora, ele tem um adversário definido e com nome de peso na disputa.

https://i2.wp.com/www.blogdojorgearagao.com.br/wp-content/uploads/2012/10/dinonova.jpgAté agora, entendem os peemedebistas, Dino estava sozinho na disputa, em campanha desde 2010.

O desempenho de Lobão Filho estimula a cúpula da campanha a acreditar que, até as convenções, a disputa pelo Governo do Estado já esteja polarizada.

E será a partir de então que a campanha começará, de fato…

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

SOU MOTO, MAS TORÇO PARA O SAMPAIO

NÃO, NÃO SOU VIRA-FOLHA!

Por Wellington Gouveia

Torcedor, também conhecido como “sofredor” lá em Portugal, e, lá como adepto, é aquele doido que fica assistindo a jogos de futebol envolvendo o seu time “do coração”, (como também no Brasil) que pode estar fazendo uma campanha grandiosa ou até mesmo uma completa baboseira.

Este típico de personagem do folclore nacional se tipifica por sempre comprar camisas, adesivos e bonés do time para qual torce, não se importando se isso empata a metade do seu salário.

Além disso, este grandioso personagem ocasionalmente aparece nos estádios de futebol e por acaso chega a fazer parte de alguma das “torcidas organizadas” tais como Mancha Verde, Gaviões da Fiel, Tubarões da Fiel, Torcida Motorizada, etc.

Dizem que o “bom” torcedor é aquele que não abandona o time, seja ele um time de Série A, Série B, Série C, ou até mesmo um time de Série D. A Série A é o verdadeImagemiro paraíso, a Série B é aceitável, a Série C é quando você começa a se preocupar e a Série D é quando você perde as esperanças.

No esporte ficou convencionado que quem torce pelo Vasco não pode torcer pelo Flamengo, quem torce pelo Palmeiras não pode torcer pelo Corinthians e quem torce pelo Bahia, jamais torcerá pelo Vitória, assim como motense não é boliviano.  Caso contrário é taxado de vira-folha. Mas adianto, o Moto Clube continua sendo o meu Papão do Norte!!!

Contudo, o que de fato me inspirou falar sobre esta controversa temática, são a valorização e ascensão do nosso futebol maranhense. Hoje não se pode negar que o nosso esporte, finalmente, vive um momento singular e o torcedor teve sua parcela de contribuição, diga-se de passagem. Com a grande campanha realizada pelo Sampaio Correia que o levou para a Série B do campeonato brasileiro, as torcidas recuperaram sua alto-estima e voltaram aos estádios incentivando os seus clubes.

Na verdade o propósito tem de ser maior, deve-se unir forças para defender o nosso estado, pois no esporte quem está nos representando lá fora é o Sampaio, é ele quem está em ascensão, é ele, então, que se deve apoiar. A meu ver, deve-se incentivar o tricolor a seguir carreira de sucesso e garantir-se na dimensão B do esporte nacional. É por meio da Bolívia que se vai trazer turismo à cidade e ao estado. Com isso, os clubes de “nome” virão e consigo trarão visitantes e levarão o nome de nossa terra, que automaticamente movimentarão a mão de obra, sem falar no intercâmbio cultural, geração de emprego e renda para nossa gente, arrecadação para o sistema de hotelaria, vendedores ambulantes, taxistas, dentre outros.

Como disse, não sou vira-folha, todavia, apenas acredito que para o sucesso do nosso futebol, devemos aumentar a torcida do Sampaio ainda mais. Em adição, sugiro também aos colegas motenses e derivadas torcidas, que também comprem camisas e variados produtos do nosso representante na série B. Perceba e entenda que essa corrente vai fortalecer todos os clubes maranhenses. Penso que se o Sampaio estiver forte e mantido onde está, certamente, os demais clubes locais como Moto (meu time do coração), MAC, Santa Quitéria, Chapadinha e os demais clubes terão um grade espelho norteador como referência para alcançar os seus objetivos.

É hora de fortalecer o nosso futebol e nosso estado, temos que ultrapassar o limite do bom torcedor, temos que tornarmo-nos torcedores inteligentes, que pense em longo prazo, que veja além dos olhos nus.

Sou Moto Clube de coração, mas torço pelo meu estado, torço pelo Sampaio Correia.

Viva o nosso futebol!

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Deputado Roberto Costa desmonta factoide criado pela oposição

O deputado Roberto Costa (PMDB) rebateu as críticas da oposição a respeito do acordo firmado entre o Governo do Estado e o comando grevista dos Policiais Militares na sessão desta segunda-feira (28). E aproveitou, para dar explicações sobre alguns factoides criados pela oposição sobre o assunto.

Vídeo | Publicado em por | Deixe um comentário

Charge: O que Edivaldo está fazendo por São Luís, Flávio Dino vai fazer pelo Maranhão!

Imagem

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Reunião do Conselho Nacional de Educação ocorre na segunda-feira

A capital maranhense sediará, a partir desta segunda-feira (5), a reunião ordinária do Conselho Nacional de Educação (CNE). O evento será realizado no Hotel Luzeiros, a partir das 9h. O encontro é voltado para conselheiros, secretários, gestores escolares e representantes dImagema educação em geral, e segue até o dia quinta-feira (8).

Para a abertura da reunião, está prevista a presença do ministro da Educação, José Henrique Paim; do presidente do CNE, José Fernandes de Lima, e de representantes municipais e estad
uais dos poderes executivo, legislativo e judiciário.

Programação

A palestra de abertura do encontro será ministrada pelo presidente do Fórum Nacional de Educação, Francisco das Chagas Fernandes, que falará sobre as dificuldades para a consolidação do Plano Nacional de Educação (PNE). Em seguida, será realizada uma mesa-redonda sobre políticas e desafios que envolvem o ensino brasileiro.

Publicado em Sem categoria | Deixe um comentário

Lobão Filho pediu aceleração nas obras do aeroporto Hugo da Cunha Machado

No vídeo acima, o Senador do PMDB, Lobão Filho pediu aceleração nas obras do aeroporto Hugo da Cunha Machado. Em reunião com Gustavo do Vale, presidente da INFRAERO, o senador maranhense cobrou explicações sobre o atraso e as perspectivas de finalização das obras e de recuperação do aeroporto Hugo da Cunha Machado.

Senador Lobão Filho

Senador Lobão Filho

A reunião aconteceu em Brasília, o presidente da INFRAERO informou que todos os esforços estão sendo feitos, como: agilização de pagamentos à empresa contratada, acompanhamento e fiscalização da obra prevista para ser entregue no dia 26 de maio deste ano.

A INFRAERO justificou o atraso na entrega do aeroporto pela empresa não ter se aparelhado devidamente para tal fim. Para exigir o cumprimento do novo prazo, foi firmado um acordo com a empresa contratada na sexta vara da justiça federal. A obra está orçada em mais 12 milhões de reais.

Imagem | Publicado em por | Deixe um comentário